everything, um programa sobre tudo

Se o Dois Minutos e Meio fosse um programa de TV, eu queria que fosse bastante parecido com o “Everything“, um web show maravilhoso criado por Danny Jelinek e Jason Whetzel para o visionário Channel 101. Com apresentação de Sophie Kipner, uma vez por mês são mostrados os trabalhos de cinco artistas diferentes de diversos campos das artes visuais. Já vi todos os episódios, são incríveis!

Ep. 1

Ep. 2

Ep. 3

Ep. 4

Ep. 5 – em 3D

A versão 2D do Ep. 5 aqui.

Ep. 6

Ep. 7

sorted books

Sorted Books é um projeto da artista plástica norte-americana Nina Katchadourian que teve início em 1993. O processo é sempre o mesmo: Nina seleciona títulos de livros e os agrupa para que possam ser lidos em sequência, formando frases completas. Genial!

coleção de livros do paul octavious

Paul Octavious Book Collection

mark jerkins

O ano de 2009 foi bastante produtivo para o artista plástico Mark Jerkins. Suas instalações de rua foram vistas em vários lugares ao longo do ano, pelo menos uma a cada mês em cidades diferentes da Europa e dos Estados Unidos, como postado aqui anteriormente. Desde o final do ano passado, Jerkins andava meio sumido, certamente porque estava preparando sua atual instalação, exibida em mostra coletiva no Carmichael Gallery, em Los Angeles até o começo de Julho. A exposição se chama Meaning is Overrated. O interessante é que suas esculturas humanóides extraordinárias, por estarem em local fechado, não dialogam mais com o entorno, e sim com elas mesmas. Genial!

2:12

Two Twelve é de Houston, Texas. Seu objetivo enquanto artista é levar a arte para as ruas. Todas as suas peças são pintadas usando estênceis cuidadosamente cortados à mão e tinta spray, sem tela de seda ou produção em massa. Qualidade acima da quantidade. Cada um leva várias horas e é criado como se fosse uma pintura sobre tela.

capa de cd interativo

Hubero Kororo concebeu esta capa de CD interativo para a banda Uceroz. Quando você abre a embalagem do CD pela lateral, os fluxos de tinta são liberados, deixando uma marca sobre o fundo branco. O projeto gráfico é sempre o mesmo, apenas as cores variam dependendo de como você abrir o envelope.

ryan pfluger, sensacional e not safe for work at all

Descobri o portfolio do Ryan Pfluger por acaso há algum tempo atrás e fiquei absolutamente apaixonado pelo trabalho dele. O set que mais chamou a minha atenção – e fica muito claro o porquê – é intitulado Men I’ve Met. Durante três anos ele fotografou garotos em momentos muito íntimos. As fotos são fragmentos de relacionamentos que existiram, ou não.